"Misery" de Stephen King

 

 

"Paul Sheldon, um escritor famoso de romances cor-de-rosa, acaba de "matar" Misery, a personagem que o celebrizou. Depois de o fazer tem um acidente. Quando acorda, descobre que foi salvo por uma ex-enfermeira, Anne Wilkes, que o leva para sua casa e trata dele. Anne, fanática da heroína de Paul, está furiosa com a morte ficcional de Misery. Sob tortura, obriga Sheldon a escrever um novo livro, um regresso de Misery. Paradoxalmente, este virá a ser o seu melhor livro."
Adoro este escritor. E gostei bastante também deste livro.
Acho que não é tão bom e emocionante como "The Shinning", mas é muito bom à sua maneira.
O que me prendeu principalmente foi o grande jogo psicológico entre os protagonistas, e a mudança de Paul ao longo de todo o livro.
Tem uma dinâmica muito característica de Stephen King e todas as boas descrições e caracterizações a que o autor nos foi habituando :)

Esta minha parca opinião sobre um livro que gostei bastante, deve-se essencialmente por o ter demorado muito tempo a ler, mais do que é costume em mim. A verdade é que me apareceram {#emotions_dlg.heart}coisas{#emotions_dlg.heart} mais importantes para fazer, se é que me entendem ;), e o próprio livro demorou algum tempo a conseguir cativar-me e agarrar-me.
tags:
publicado por lilith às 12:35 | link do post | o que te faz sentir? | partilhar